jump to navigation

OLAVO DE CARVALHO e MARCIO CARNEIRO 2013/05/01

Posted by alnbr - Revista de Opinião in comunismo, economia, intervenção, liberalismo, púbico, política, socialismo.
trackback

DEDICATÓRIA

“Aos
Habitantes do ESPAÇO EM GERAL
E àqueles que ainda se deixam pautar pelos Planificados
Esta Obra – Os Estados Unidos do Brasil – é Dedicada
Por um Humilde Nativo de Planolândia
Na Esperança de que
Da mesma forma que ele foi Iniciado nos Mistérios
Das TRÊS Dimensões
Tendo sido anteriormente versado
Em APENAS DUAS
Os Cidadãos daquela Região Celeste e Proletária
Possam aspirar cada vez mais
Aos segredos das QUATRO, CINCO OU ATÉ MESMO SEIS Dimensões
Dessa forma contribuindo para o Engrandecimento
DA IMAGINAÇÃO
E o possível Desenvolvimento
Do raríssimo e excelente Dom da MODÉSTIA
Entre as Raças Superiores
Da HUMANIDADE TRIDIMENSIONAL” em um Universo Multidimensional.

“Mesmo se aparecesse um grupo serio, disposto a fazer oposição ao socialismo  presente, isso demoraria ums 20, 30 anos pra vingar. Foi o que esquerda fez à decadas atraz se organizou, pesquisou, foi atuante, enquanto os militares ingenuos acreditavam que acabando com a guerrilha no araguaia, ribeira ou qualquer outro lugar se livrariam do socialismo.
Tremendo engano, a verdadeira revolução era a revolução cultural, tomando as salas de aula de universidades e o mercado editorial do pais, Antonio Gramsci ficaria maravilhado em ver suas ideias vingarem num pais distante.”

Meia verdade.

Quem vai começar o trabalho de construção de um futuro AGORA?

Se vai tomar 30 anos, TEM DE COMEÇAR COM ALGUÉM.

E é AÍ que está a diferença.

Não precisamos de um idiota como o Gramsci mas tampouco vai ser um Olavo que irá fazer o serviço.

Este é um trabalho COLABORATIVO.

O LIBERALISMO do século XXI não pode se servir das ferramentas do século XVI, XVII, XVIII: você não escreve o discurso do presente com os objetivos do passado.

Ou MUDAMOS e INOVAMOS ou … eles … evoluem ….

Por isto FAÇO SEMPRE A PROPOSTA DE CRIAR O PARTIDO LIBERAL BRASILIANO – PLB, para se tornar o PARTIDO HEGEMÔNICO no campo do LIBERALISMO.

A PRIMEIRA COISA A JOGAR NO LIXO DA HISTÓRIA é esta bobagem de direita vs esquerda, maniqueísmo politiqueiro inventado pelos comunistas para terem um inimigo por quem eles mesmo falem.

Eu prefiro dizer que tenho um eco-sistema de ideias para a Liberdade, que não tenho uma ideologia – só os idiotas têm uma ideologia – e que não vejo a política a partir de um plano e uma linha: http://www.youtube.com/watch?v=GF_4J-hq0FI.

De onde eu vejo o mundo há uma infinidade de possibilidades.

Os LIBERAIS evoluem com a ciência, a tecnologia e a filosofia. Não podemos continuar a sermos pautados pela ignorância dos comunistas e de um proletariado divino, como se o céu e o paraíso tivessem sido reescritos em um evangelho materialista em que o diabo deixa de ser a serpente para ser um LIBERAL.

Como disse o Dr. Yaron Brook, “eu não ligo se a maioria de 51%” quer roubar meu dinheiro para dar para uma bolsa ou para o orçamento público, “ISTO É ERRADO”.

A DEMOCRACIA É PARA OS MEDÍOCRES, que se reunem e VOTAM CONTRA OS OUTROS.

Por isto proponho a criação de um Estado Federalista de Direito – os Estados Unidos do Brasil, uma FEDERAÇÃO de Estados inter-dependentes.

Não falo de SOBERANIA, porque a soberania é para o INDIVÍDUO, não para o Estado.

O INDIVÍDUO É SOBERANO, não o Estado.

Ou é ESCRAVO de um Estado Soberano.

De qualquer forma, e por qualquer meio, TEMOS DE COMEÇAR.

A questão agora é: VOCÊ TEM CORAGEM?

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta, sua colaboração é sempre muito bem-vinda.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: