jump to navigation

O Que Fazer Com Êles? 2011/05/23

Posted by alnbr - Revista de Opinião in Sem categoria.
Tags: , ,
trackback

por Marcio Alves Carneiro, segunda, 23 de maio de 2011 às 13:20

 

O que fazer com as pessoas que já trabalham na área de TI e não têm formação profissional?

O que fazer com os que não têm formação em TI e querem entrar na área?

O que fazer com os que têm formação e não trabalham na área, os desempregados da TI?

O que fazer com os que têm formação de TI e já trabalham na área?

Não faça nada com êles.

A vida ensinou que êles precisam de TI, que todo mundo precisa de TI.


Se tiverem um pouco mais de luz vão procurar por um profissional, formado ou não – respeito muito os auto-didatas – e vão ter suas próprias experiências com TI.

Os que souberem fazer o trabalho vão ter trabalho, os que não souberem vão ter os diplomas.

Diploma universitário não é entrada para jôgo, você não terá seu lugar marcado.

Universidade é para quem quer aprender, não para quem quer trabalhar.

Alguém inventou um computador e as coisas que se fazem com êles e êle não tinha diploma de TI.

O MERCADO é o lugar em que os que têm algo a oferecer oferecem e os que querem algo que não têm podem encontrar, se alguém estiver oferecendo.

And that’s it!

Não existe ninguém oferecendo diploma e ninguém querendo diploma.

O MERCADO não é a panacéia.

O MERCADO é só um lugar.

Se respeitarmos o MERCADO e usarmos nossa criatividade – um escola de boa qualidade ajuda a incrementar a criatividade – poderemos buscar as soluções para os problemas que o MERCADO não resolve – O MERCADO não existe para resolver problemas sociais.

Os PROBLEMAS SOCIAIS NÃO FORAM CRIADOS PELO MERCADO!

Mas o MERCADO pode ajudar a resolver todos os problemas sociais se nós respeitarmos o MERCADO e seus participantes.

Se a educação de nosso Povo fôr de boa qualidade, se os professôres não derem o exemplo de eleger um imbecil iletrado ou uma sequestradora e assassina para presidente da república, então o nosso próprio Povo construirá as soluções para os problemas que temos.

Mas se o próprio Povo É o problema, então não tem solução.

Creio que não precisamos nos preocupar com os diplomas e sim com quem os obtém, onde e como.

Um Conselho Federal de Informática é uma Capitania Hereditária em que grupelhos de politiqueiros se auto-promovem “importantes representantes” da “categoria”: e são, porque ninguém faz nada para acabar com isto.

Vejam as páginas policiais de jornais sôbre as eleições da OAB/DF.

Vejam as ações contra os presidentes do CONFEA.

Vejam  as “cartas” que o CONFEA publica em cada “encontro anual”, pedindo mais intervenção do govêrno na economia e mais estatização.

Êles não sabem, mas são Profissionais Liberais.

Se existe uma lei que determina que um salário mínimo tem de ser pago, de onde você pensa que sai êste dinheiro?

No serviço público é você quem paga, pelos impostos.

Na iniciativa privada é o cliente quem paga pela remuneração dos profissionais liberais: ou seja, você, pois você É consumidor de alguma coisa.

Os clientes pagam impostos e também pagam pelo salário mínimo dos servidores públicos.

Cai tudo em cima da renda do “consumidor”, êste sub-cidadão que serve para pagar impostos para os funcionários e para os Profissionais Liberais que querem a “proteção” do salário mínimo, que só faz aumentar os impostos.

O discurso da proteção de meia dúzia desprotege todos os demais que têm de pagar a conta, porque alguém TEM de pagar a conta.

Pedir garantia é passar sua responsabilidade pela sua parte da conta para outros.

Não existe “abaixo do piso da categoria”, porque se alguém se submete a trabalhar por menos que do o que êle sabe ser o mínimo então já foi punido o suficiente.

Já foi humilhado.

Um conselho profissional é uma Igreja Universal da Humilhação do Profissional.

Se você estudou, não acredite, saiba.

Se você não sabe, contrate quem saiba.

Se você acredita, acredite, contrate quem sabe, você pode acreditar nêle.

Você pode mudar o mundo: decida o que fazer, comece onde você está, use o que você tem, faça o que você sabe fazer … mas comece agora.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta, sua colaboração é sempre muito bem-vinda.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: